Ucrânia convoca donos de drones para monitorar tropas russas

Ucrânia convoca donos de drones para monitorar tropas russas

Buscando alternativas para se defender das tropas russas que invadiram o país, a Ucrânia tem solicitado a ajuda da população de diversas formas, algumas delas inusitadas. Na sexta-feira (25), os militares recorreram aos proprietários de drones, além de convocar os hackers.

Em postagem no Facebook, o Ministério da Defesa ucraniano se dirigiu aos donos das pequenas aeronaves, pedindo a eles que se juntem aos oficiais na defesa de Kiev. Pessoas que não tenham o equipamento, mas saibam pilotar um drone, também foram chamadas.

"Você tem um drone? Dê para pilotos experientes usarem!", escreveu o órgão. "Você sabe pilotar um drone? Junte-se à patrulha conjunta com as unidades 112 da brigada separada da cidade de Kiev!", continuou a mensagem, que solicita ajuda para monitorar o avanço dos russos na capital da Ucrânia.

A postagem traz ainda um link com todas as orientações para os interessados em colaborar na defesa da capital. O Ministério também pediu aos cidadãos que informem o tipo de drone que possuem, se têm experiência como piloto de drone, se já serviram ao exército e em qual região da cidade podem ajudar, entre outros detalhes.

Ajuda externa

Nos comentários do post no Facebook, donos de drones de diversos países se mostraram dispostos a ajudar na defesa ucraniana. Ao oferecer a colaboração, perguntando como seria possível enviar o equipamento, muitos deles acabaram sendo convidados a fazer doações para ajuda humanitária, em vez disso.

Também há mensagens pedindo para que os estrangeiros façam doações de criptomoedas ao país. Diversos grupos de resistência, voluntários e organizações não governamentais da Ucrânia têm apostado no financiamento coletivo por meio de criptoativos para realizar diferentes tipos de tarefas.

O dinheiro arrecadado é usado pelos ativistas para a compra de equipamentos militares, com o objetivo de fortalecer o exército local, e na aquisição de suprimentos médicos para os feridos.